FacebookE-mailLinkedIn English

A Humaniza tem criado diversos projetos culturais nacionalmente/internacionalmente reconhecidos:

1- A Humaniza fundou e participou da presidência do ICASFA-Instituto Cultural e Assistencial São Francisco de Assis(1995). Base da Unicirco-Universidade Livre do Circo projeto que já atendeu centenas de crianças e se apresentou para milhares de espectadores no Brasil. Base do Programa Somos Todos Brasileiros- Evento Nacional que integra manifestações artísticas de pessoas com deficiência.

2- A Humaniza participou da Fundação e coordenação do Arricirco-Recife e Arricirco-Limeira(1995) . Projeto que se internacionalizou realizando ações na Argentina, Chile, Bélgica, Holanda e Itália

3- A Humaniza participou da Fundação e Coordenação do Programa Voluntários de Limeira- Projeto que conquistou para Limeira, em 1997 o título de Capital Nacional do Voluntariado, concedido pela primeira Dama da República Dra Ruth Cardoso. Foi articuladora nacional da Rede Voluntária tendo colaborado com a constituição dos primeiros centros de voluntariado do interior no Brasil e participado das pioneiras experiências de mobilização social no Brasil através da WEB(Ciberfórum da Rede Voluntária realizado pelo Programa Voluntários e pela Rede de Informações do Terceiro Setor).

4- A Humaniza Representou o Brasil e o MORHAN-Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase coordenando o curso de mobilização social no Congresso Mundial da Hanseníase em 2002. Foi a primeira Coordenadora Estadual do Morhan do Estado de São Paulo juntamente com dois ativistas.Dentro desta causa a Humaniza Criou Grupos de Arte e Educação para conscientizar a população no Distrito Federal em 1995 e São Paulo 2000.

5- A Humaniza criou entre 1997 e 2001 um programa amplo de humanização em saúde com segmentação em toda a cidade de Limeira tanto nos aparelhos de saúde do município como nas ruas e organizações que não estão ligadas diretamente à área da saúde. Foi reconhecida formalmente pela Secretaria Nacional de Políticas Públicas do Ministério da Saúde pela qualidade e inovação da proposta que se transformou em política pública em Limeira neste período.

6- A Humaniza participou do Fórum Nacional dos Direitos Humanos em 2006, convidado pelo MUHD(Movimento Humanos Direitos) coordenando diversas ações : Concepção do Evento, Participação no Cerimonial, Direção Artística de Performances realizadas com Artistas provenientes de diversas causas sociais, Participação na Assistência da coordenação da mesa de Debates. Como conseqüência participou do Fórum Nacional dos Direitos Humanos & Fórum Social Mundial em 2007 e em 2008 conduzindo uma caravana paulista para os eventos.

7- A Humaniza concebeu e foi diretora geral do projeto Apae Cultural, em parceria com a APAE-LIMEIRA, proposta pioneira dentro da rede Apae e que conquistou amplo reconhecimento pela realização de diversas ações de impacto social.

8- A Humaniza criou em 2004 um projeto de rede de apoio a pessoas socialmente fragilizadas e foi premiada com o primeiro lugar das Américas pela OEA(Organização dos Estados Americanos) no XIX CONGRESO PANAMERICANO DEL NIÑO EJE TEMÁTICO: PROMOCIÓN DE UNA CULTURA DE RESPETO A LOS DERECHOS DE LOS NIÑOS, LAS NIÑAS Y LOS ADOLESCENTES: EL PAPEL DE LA FAMILIA, EL ESTADO, LA SOCIEDAD CIVIL Y LOS MEDIOS DE COMUNICACIÓN RED DE PROTECCION Y APOYO A LA VIDA en FAMILIA.

9- A Humaniza produziu o projeto da START UP-MINISTRY OF GENEROSITY(“Humanizing the Economy through Very Very Very Shiny People!!!”) juntamente com um grupo de cientistas selecionados no mundo inteiro para integrar um projeto de tecnologia social da NASA, a Singularity University que têm como objetivo ajudar BILHÕES DE PESSOAS. A proposta consiste basicamente na criação de Empresas Sociais a partir da Genialidade de pessoas provenientes de situações de extrema fragilidade social, com o objetivo de Humanizar, ou melhor, criar uma visão humanitária, inclusive dentro do sistema econômico dos países.

10- A Humaniza participou da Fundação na Baixada Fluminense do Estado do Rio de Janeiro em 2002 do IBEPAS-Instituto Brasileiro para o Avanço Social, proposta desenvolvida por estatísticos, matemáticos e assistentes sociais, motivados para transformar a situação da sua própria localidade e de outras situações análogas no Brasil, através de GeoProcessamento e outras tecnologias de ponta. Em parceria com o IBEPAS a Humaniza neste mesmo ano fundou dentro da ESCOLA DE GOVERNO DA BAIXADA FLUMINENSE o primeiro núcleo de Tecnologia Social do país, dentro de uma organização formada por dezenas de pós-doutorados e das principais universidades do Estado do Rio de Janeiro.


Mixcomp